quarta-feira, 7 de maio de 2008

Sistema Intensivo na criação de Gado de leite


Os rendimentos do pecuarista de leite vem da venda de leite, de seus derivados e também das crias. Por isso, ao escolher um sistema de produção, o pecuarista deve levar em consideração todas as opções possíveis. Nos países de pecuária bem desenvolvida, é comem encontrar sistemas extensivos e intensivos que oferecem boa rentabilidade ao prdutor. Portanto, este deve analisar bem antes de escolher o modelo de produção. Os sistemas de criação para gado de leite mais utilizados são três: Extensivo, semi-intensivo e intensivo.A opção por um modelo ou outro depende de minuciosa análise de mercado, para avaliar a demanda, em quantidade e qualidade, do leite a ser produzido. A escolha de melhor sistema de criação dependará também das condições econômicas do criador, do local e dos meios de produção disponíveis. Por exemplo, em regiões planas, com boas pastagens e chuvas bem distribuídas ao longo do ano, o sistema de produção extensivo pode ser mais vantajoso, desde que o valor da terra não seja muito alto.

O sistema intensivo de criação é o mais recomendado para gado de alto padrão racial. Consiste em criar os animais de elevada produção ( acima de 20 litros por dia) permanentemente confinados no próprio estábulo de ordenha ou em galpões, dependendo da modalidade de estabulação a ser adotada, com manejo extremamente controlado. As benfeitorias são quase as mesmas do sistema semi-intensivo:- Estábulo de ordenha;- Galpões de estabulação livre;- Curral de espera;- Curral de manobra;- Curral de alimentação com bebedouros;- Cochos para forragens e para minerais (saleiro);- Bebedouros;- Reservatórios;- Silos ou fenis para forragem;- Esterqueiras;- Mata-burros.

A grande vantagem do sistema intensivo de criação consiste na eficiência do manejo e no consequente aumento da produtividade, pois o alimento pode ser produzido em áreas menores, armazenado e fornecido durante todo o ano. Os animais são separados em instalações próprias, em lotes, de acordo com a idade e a fase de produção. Assim, bezerras, novilhas, vacas secas e vacas em produção ficam separadas. Esse sistema facilita a produção de leite no caso de grandes rebanhos, permitindo produção estável, sem oscilações de safra e entressafra.

3 comentários:

Ansselmo disse...

opsss bacannaaaa cara so fartouu colocar mais fotossss hauahauuah

olinta disse...

faltou falar mais do sistema semi-extensivo..

Anônimo disse...

tambem acho queria mais o sistema extensivo semi-extensivo e semi-intensivo.mas a pagina e exelente